Blog

Confira o que temos para te dizer

Mercados autônomos em condomínios: tendência ou modismo?

9 de fevereiro de 2021

Entenda o que está por trás do crescimento desse novo tipo de empreendimento no varejo.

Resultado de imagem para loja autonoma fast4you

No último ano o conceito de lojas/mercados autônomos cresceu muito, em especial dentro de condomínios. Com isso, muitas questões vieram junto: qual o custo para os moradores? O quão seguro é e como todos terão acesso a essa nova forma de consumir? E a principal pergunta que todos fazem: isso realmente é benéfico para os consumidores ou apenas algo para “entrar na moda”?

Venha entender os conceitos por trás dessa novidade e porque esse negócio vem ganhando força no varejo!

O QUE SÃO MERCADOS AUTÔNOMOS EM CONDOMÍNIOS?

As lojas autônomas, como o nome sugere, são empreendimentos que não necessitam de pessoas para operar, ou seja, o consumidor faz suas compras sozinho, sem atendentes, caixas etc., apenas utilizando seu smartphone.

Mas por que esse tipo de comércio está em alta justamente agora?

POR QUE ABRIR MERCADOS AUTÔNOMOS EM CONDOMÍNIOS?

A ideia principal de fazer esse tipo de loja em um condomínio é a de levar mais comodidade e conveniência para os moradores que, na maioria das vezes, só precisam descer até o pátio do local para fazer suas compras, sem a necessidade de se locomover até outro lugar.

É possível encontrar gêneros de primeira necessidade e muitas opções para lanches pelo mesmo preço de um supermercado. Além desse conforto, sem dúvida é muito mais seguro comprar num mercado autônomo do que se deslocar até um mercado tradicional e enfrentar filas e muita gente no mesmo local.

Também é um bom negócio para quem recebe a loja. Pela perspectiva da administração dos condomínios, houve uma grande queda na arrecadação de caixa por conta da pandemia. Disponibilizar um mercado autônomo é uma boa oportunidade para colaborar pela retomada do fluxo financeiro da economia, por isso, essa novidade vem sendo muito demandada por ambas as partes (condôminos e condomínios).

Por fim, esse empreendimento também consegue utilizar os dados coletados de forma inteligente para traçar o perfil dos moradores e comportamento de consumo, deixando os produtos oferecidos cada vez mais personalizados para cada morador, que sempre encontra o que procura na loja e, por isso, se mantém comprando nela, trazendo o benefício da fidelização.


É legal reforçar que esse modelo de negócios está em alta e deve crescer muito ao longo desse ano, trazendo um bom retorno financeiro tanto para os comerciantes quanto para os condomínios.

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, que tal entrar em contato com a Beepay e começar esse novo negócio? Vem com a gente construir o futuro do varejo!

Compartilhe essa postagem:

Como utilizar a Beepay no seu negócio?

Entre em contato, responderemos o mais breve possível!